Geovane Ferreira e Luana Coutinho faturam o Ubatuba Pro Surf 2015

Defensor do título do circuito, Ferreira venceu Edher Reis na bateria decisiva e Luana derrotou atletas favoritas para vencer a etapa.

Geovane Ferreira_foto_Renato  Boulos

Atual campeão do circuito, Geovane Ferreira derrotou Edher Reis na bateria decisiva e é campeão da categoria Profissional Masculino da segunda etapa do Ubatuba Pro Surf 2105, encerrada no fim da tarde deste domingo (26) no canto direito da praia de Itamambuca, costa norte da cidade.

Na Profissional Feminino, quem se deu bem foi Luana Coutinho, campeã depois de uma bateria de alto nível. Camila Cassia foi a vice-campeã da categoria.

Masculino Profissional

Geovane Ferreira derrotou Marco Aurélio e Edher Reis bateu Lucas Santos, destaque do segundo dia de disputas, nas semifinais da categoria Profissional Masculino na manhã deste domingo em Itamambuca. Os dois duelaram pelo título da principal categoria do circuito no fim da tarde.

Geovane  Ferreira_foto_Renato  Boulos

Ferreira começou forte, foi para cima e saiu na frente com duas boas ondas, uma delas na casa dos 9 pontos, a segunda na casa dos 5 pontos.

Edher correu atrás e entrou na briga com uma onda na casa dos 7 pontos. Geovane devolveu com um 8 pontos na onda de trás. Edher não se entregou e fez mais uma boa na casa dos 7 pontos, insuficiente para a virada.

Ferreira não perdoou, esperou a boa com a prioridade e apresentou seu amplo repertório de manobras de linha em uma direita que abriu tudo. Onda quase perfeita segundo os juízes: 9.90 pontos.

Com um impressionante somatório (19.15 pontos em 20 possíveis), o atual campeão da categoria administrou a vitória, saiu da água carregado nos ombros dos amigos e embolou a disputa pelo título do ano.

“Ganhei e estou vivo na briga pelo bicampeonato. Mas quero continuar surfando sem pressão, ainda mais na Vermelinha, quintal de casa, onde treino quase todos os dias”, diz Geovane.

Luana Coutinho_foto_Renato  Boulos

Feminino Profissional

Açucena Vaz, Jéssica Bianca, Luana Coutinho e Camila Cassia fizeram a final da categoria Profissional Feminino. Em uma bateria de alto nível, Jéssica, Luana e Camila se revezaram na liderança, com um high score cada.

No fim, quem se deu bem foi Luana Coutinho, com Camila em segundo lugar e Jessica em terceiro. “As meninas da nova geração vem com tudo. Não está fácil segurar”, avalia Luana. “Fiquei um pouco nervosa no começo, decidi esperar a boa e ela veio melhor do que eu imaginava. Fiz até a beira e consegui terminar na frente”, comemora Coutinho.

“Estou com um equipamento bom e é meu primeiro ano como profissional. Estou feliz em conseguir bater de frente com as atletas muito mais experientes”, analisa Bianca, campeã da primeira etapa, uma das favoritas para o caneco do ano.

Petit

Na primeira final do dia, Rayan Fadul, Gabriel de Souza, Leonardo Costa e Guilherme Fernandes duelaram pelo título. Acompanhados de seus treinadores, os pequenos mostraram muita disposição nas valas de cerca de 1 metro.

Depois de boas ondas surfadas pelos quatro competidores, todos com menos de 10 anos, Guilherme se deu melhor e faturou o título. “Estou muito feliz, nem tenho palavras”, diz o pequeno, que conta sempre com a torcida da mãe, Guigui, na areia. Gabriel de Souza é o vice-campeão da categoria.

Diego Aguiar_foto_Renato  Boulos

Estreantes

Diego Aguiar, Lucio Rosário, Gabriel de Souza e Igor Massarelli disputaram a decisão da Estreantes, categoria para atletas de até 12 anos. Didi não deu chances para os adversários e manteve a galerinha em combinação durante boa parte do embate.

Lucio Rosário bem que tentou, apresentou um bom surf, mas não foi páreo para o atual campeão brasileiro Estreantes, que conquistou sua segunda etapa consecutiva no ano. “Tem altas ondas ali e me dei bem. O ano está muito bom para minha evolução e minha carreira. Espero que continue assim”, festeja Didi.

Iniciantes

Pedro Motta, Lucio Rosário, Kauan Terra e Mateus Pires foram para a água na decisão da Iniciantes, categoria para surfistas de até 14 anos. Mateus Pires surpreendeu e levou o caneco para casa. Lucio Rosário também representou, mas acabou com o vice-campeonato.

“Poxa, é muito legal ganhar um campeonato desses. Estou amarradão”, mandou Pires, morador do bairro da Estufa I e aluno do colégio Tancredo, que fatura pela primeira vez um evento oficial.

Feminino Iniciantes

As irmãs Luana e Luara Soares, Naire Marques e Maria Luiza Pereira caíram na água para a decisão da Feminino Iniciantes, categoria para atletas com menos de 14 anos.

E o título foi novamente foi para Camburi. Só que dessa vez Luara Soares sagrou-campeã. “Minha irmã ganhou a primeira etapa. Agora foi minha vez. As séries estavam demorando. Usei uma tática de esperar a boa e deu super certo”, analisa Luara. Filha do legend Tadeu Pereira, Maria Luiza terminou na segunda colocação.

Mirim

Na Mirim, categoria para atletas de até 16 anos, Gabriel Ramos, Caio Cembranelli, Guilherme Villas Boas e Vinicius Mabel mandaram ver e a bateria foi disputada até os últimos segundos, com notas sendo computadas depois da sirene.

Na última onda, Guilherme, filho do Dado, diretor de meio ambiente da AUS, conseguiu a virada para cima de Ramos. “Não me encontrei na primeira metade da bateria. Achei aquela primeira já na segunda metade e tive paciência para mesmo marcado encontrar a boa no fim. Sorte que ela veio antes da sirene”, lembra Villas Boas.

“A vitória chega para coroar um trabalho sério que estamos fazendo com o Gabriel. Trabalho que mistura escola e esporte e ele anda se dedicando para valer. Além disso, ver ele vencer em um “ambiente família” como esse do Ubatuba Pro é sensacional”, vibra Dado.

Alef Araujo _foto_Renato  Boulos

Open 18 Up

Cristiano Rosário, o artista Jeferson Guedes, Alef Araújo e Carlos André fizeram a final da disputadíssima categoria Open 18 Up, aberta para atletas com mais de 18 anos. Campeão da categoria Sup Wave, Alef surfou melhor e faturou seu segundo título no dia. Jeferson também surfou bem e ficou com o vice-campeonato.

“Ganhar duas em uma etapa só é sensacional”, disse Alef. Vale destacar a excelente performance do atleta em todas as baterias das três categorias que participou.

Junior

Raul Reis, João Silva, Gabriel Medeiros e Gustavo Santos brigaram pelo título da categoria Junior, para atletas de até 18 anos. Medeiros quebrou durante todo evento e na final não foi diferente.

Precisando de uma nota alta para virar, esperou a boa e não aliviou. Quando a sirene soou, saiu carregado nos braços dos irmãos e recebeu um beijo da mãe. “Foi na última onda. Irado vencer essa etapa”, comenta Medeiros. Vice-campeão, Santos lamentou a pequena diferença no placar final (15.35 x 15.25).

Gabriel Medeiros_foto_Renato Boulos

Long Open

A final da Long Open reuniu no outside de Itamambuca Augusto Olinto, Uirá Martins, Fabio Alves, Alef Araújo. Com duas ondas boas, Augusto liderou grande parte do confronto.

A poucos segundos do fim, Fabio encontrou uma boa direita, detonou a vala até a beira e virou o resultado a seu favor. Local do pico, Batata, como é conhecido pela comunidade ubatubense, comemorou. “Tenho um lema: persistir sempre e nunca desistir. Foi com essa frase na cabeça que ganhei o evento hoje”, confessa Alves.

Grand Master

Quatro legends disputaram a final da categoria Grand Master: Tadeu Pereira, Cristiano Rebert, Isaias Silva e Alexandre Moliterno deram um verdadeiro show de surf.

Isaias, que corre eventos em Itamambuca desde o fim da década de 1980, quando faturou o brasileiro amador no point, ficou com o título. “É muito legal correr com esses caras e é uma disputa saudável. Não tem mais aquela pressão toda, aquela cobrança. Mesmo assim todo mundo quer ganhar e me dei melhor”, comenta Silva, local da praia Grande.

Grand Kahuna

Carlinhos Roberto, Ernesto Nene, Augusto Motta, Mauricio Eras decidiram o título da categoria que reúne os legends da cidade. Presidente da AUS, Roberto largou na frente e liderou o confronto de ponta a ponta, garantindo mais um caneco para sua prateleira. Augusto Motta lutou até o fim e terminou com o vice-campeonato.

Long Kahuna

Os legends Alfredinho Côrrea, Rogério Alemão, Gustavo Calice e Carlinhos Roberto disputaram a final da Long Kahuna. E mais uma vez o presidente da AUS ficou com o título depois de andar no bico de seu pranchão. Gustavo Calice ficou com o segundo posto no pódio.

SUP Wave

Na mais nova categoria do circuito, o presidente da AUS, Carlinhos Roberto, voltou para a água para sua terceira decisão do dia, dessa vez contra Rodrigo Tremembé, Alef Araújo e Alexandre Miranda, três monstros do Stand Up Paddle nas ondas.

O nível do embate foi digno de campeonato mundial e os caras arrepiaram, principalmente Tremembé e Alef, em um duelo onda a onda pela liderança da bateria. Alef não deu mole e subiu ao lugar mais alto do podium com dois high scores acima dos 9 pontos.

“A bateria foi dura e eu sabia que precisava de duas notas na casa do excelente para derrotar meus adversários. Fico feliz que deu tudo certo aqui no quintal de casa”, afirma Alef, local de Itamambuca.

A terceira e última etapa do Ubatuba Pro Surf 2015 acontece no mês de outubro, ainda sem data definida, na praia Vermelha do Centro.

Resultados da segunda etapa do Ubatuba Pro Surf 2015

Masculino Profissional
1 Geovane Ferreira
2 Edher Reis
3 Lucas Santos
3 Marco Aurélio

Feminino Profissional
1 Luana Coutinho
2 Camila Cassia
3 Jéssica Bianca
4 Açucena Vaz

Petit
1 Guilherme Fernandes
2 Gabriel de Souza
3 Leonardo Costa
4 Rayan Fadul

Estreantes
1 Diego Aguiar
2 Lucio Rosário
3 Gabriel de Souza
4 Igor Massarelli

Iniciantes
1 Mateus Pires
2 Lucio Rosário
3 Kauan Terra
4 Pedro Motta

Feminino Iniciantes
1 Luara Soares
2 Maria Luiza Pereira
3 Naire Marques
4 Luana Soares

Mirim
1 Guilherme Villas Boas
2 Gabriel Ramos
3 Caio Cembranelli
4 Vinicius Mabel

Junior
1 Gabriel Medeiros
2 Gustavo Santos
3 Raul Reis
4 João Silva

18 UP
1 Alef Araújo
2 Jeferson Guedes
3 Carlos André
4 Cristiano Rosário

Gran Master
1 Isaias Silva
2 Tadeu Pereira
3 Alexandre Moliterno
4 Cristiano Rebert

Gran Kahuna
1 Carlinhos Roberto
2 Augusto Motta
3 Mauricio Eras
4 Ernesto Nene

Long Open
1 Fabio Alves
2 Augusto Olinto
3 Alef Araújo
4 Uirá Martins

Long Kahuna
1 Carlinhos Roberto
2 Gustavo Calice
3 Rogério Alemão
4 Alfredinho Côrrea

SUP Wave
1 Alef Araújo
2 Rodrigo Tremembé
3 Carlinhos Roberto
4 Alexandre Miranda

A Prefeitura Municipal de Ubatuba apresenta o Circuito Municipal Ubatuba Pro Surf 2015.

Patrocínios Atmosfera Incorporadora. Copatrocínios Orgânico Juno Brasil e Ubatuba Praia Grande Hotel.

Apoios Aciu, Itamambuca Eco Resort, Perfect Waves, Brother Açaí, Updrop, Litoral Filtros, Rikwill, Casa Mais (Perequê-Mirim), Federal Art, Hotel São Charbel e Wizard Idiomas.

Colaborações Empório Cerealista, The Flake, Boteco Sardinha, Fibra Surf, Portal SurfCam e Convention Bureau. Supervisão Federação Paulista de Surf. Arte Uirá Martins.